Pouco antes de ser torturado e morto, motorista do Uber pediu dinheiro para parentes.

Noticias no Ar 04/01/2021 Relatar Quero comentar

Pouco antes de ser torturado e morto, motorista do Uber pediu dinheiro para parentes; ouça áudio

Roger Ferreira Silva, de 35 anos, foi torturado e morto por um trio de criminosos. Ele saiu de casa para trabalhar na quarta-feira (30) e estava desaparecido desde então. O corpo foi encontrado no domingo (3), em Parelheiros, extremo sul da cidade de São Paulo.

Roger morava em Diadema, região da Grande São Paulo, e deixa cinco filhos. Maicom e Jefferson, de 25 anos, e Emily, de 19 anos, foram presos em flagrante suspeitos do crime. Os três seriam de Paraisópolis e teriam usado o aplicativo para atrair Roger.

Antes de morrer, o homem entrou em contato com alguns parentes pedindo dinheiro emprestado. O relato dos parentes foi exibido no Balanço Geral Manhã, da Record TV, nesta segunda. O áudio que Roger enviou a um primo.

Depois de campanha nas redes sociais, o carro de Roger, que havia sido visto pela última vez em Parelheiros, foi encontrado na manhã deste sábado (2), na avenida José Lutzenberg, em Parelheiros. O veículo foi incendiado. No domingo (3), após prisão dos suspeitos, o corpo foi encontrado.

A comoção tomou conta das redes sociais e muita gente lamenta a morte de Roger Ferreira Silva. Ele deixa esposa e cinco filhos, além de parentes e amigos enlutados com a barbárie que aconteceu. Os três suspeitos teriam matado Roger após encontrar fotos de crianças no celular dele.

Os bandidos teriam pedido autorização para uma facção criminosa para torturar e matar Roger com esta acusação. As imagens que estariam no celular do homem eram de seus filhos. A Polícia Civil investiga o caso.

Comentário do usuário