Saúde da mulher: a cerveja pode trazer uma série de benefícios à saúde feminina.

Beatriz 01/01/2021 Relatar Quero comentar

Olá pessoal. Siga para saber todas as notícias de cerveja e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

Durante anos, os amantes do vinho se vangloriavam da glória do vinho tinto e suas propriedades medicinais que ajudam na luta contra doenças cardíacas. 

Mas as pesquisas recentes mostraram que a cerveja pode beneficiar um grande número de pessoas. De curar a insônia para tratamento de artrite até mesmo o aumento de sua expectativa de vida.

Seja para brindar bons momentos ou conversar com as amigas no bar, a cerveja tem conquistado cada vez mais o universo feminino.

Mas, com o prazer de degustar a bebida, vêm, para algumas mulheres, os medos causados pelo efeito do álcool, como a popular “barriguinha de chope” ou até mesmo doenças no fígado.

A bota notícia é que, se consumida moderadamente, a cerveja pode trazer uma série de benefícios à saúde feminina.

“O consumo moderado é de 20 g de álcool para homem, o que equivale a duas latas de cerveja, e 10 g para mulher por dia, o que equivale a uma.

Tem que ser em porções fracionadas. Se você tomar 30 latas num único dia do mês, vai acumular a concentração de álcool e levar a efeitos negativos”, explica Fredson Costa Serejo, doutor em ciências biológicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

“É preciso deixar claro que o consumo deve ser moderado. É como um medicamento. Se consumido corretamente, faz bem à saúde, mas se tomar em excesso, pode virar um veneno”, compara.

Com teor alcoólico considerado baixo, entre 3 e 8%, a cerveja é uma bebida fermentada, produzida com ingredientes naturais, como cevada e lúpulo, e possui de 15 a 35% de compostos fenólicos e substâncias antioxidantes, que protegem o organismo de radicais livres.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário