Thiago Neves revela conselho a Matheus Henrique e Pepê e cita responsável por saída do Grêmio: “Encheu meu saco”

Tiagofraga 26/04/2021 Relatar Quero comentar

Experiente meia do Sport Recife voltou a falar da sua curtíssima passagem pelo Grêmio em 2020 

Foram apenas 14 jogos e um único gol marcado na curtíssima, mas polêmica, passagem pelo Grêmio. Passagem essa que foi revivida por Thiago Neves em entrevista nesta semana ao comentarista Alê Oliveira, no YouTube, onde o jogador do Sport Recife admitiu não ter se sentido em casa no tricolor gaúcho em 2020.

Além disso, o meia revelou ter dado conselho para os futuros de Pepê e Matheus Henrique, disse que o então técnico Renato Portaluppi notava a sua frustração nos treinos e considerou o ex-vice de futebol Paulo Luz como o grande responsável pela sua rescisão contratual. 

CONSELHO PARA PEPÊ E MATHEUS HENRIQUE:

“Quando eu cheguei no Grêmio, o Matheusinho estava pra sair. E aí o Pepê já estava para jogar, porque o Cebolinha iria sair. Cheguei um dia e sentei com eles. E falei que me arrependia de ter saído do Fluminense em 2008 para ir pro Hamburgo. Eu tinha o City e o Atlético de Madrid. Mas aí tem a influência do empresário, uns 10 mil a mais que tu ganha (…) cheguei nos dois e falei para escolherem bem, um clube com visibilidade boa, independente de ganhar menos agora. Porque depois, lá na frente, poderiam ganhar 30 vezes mais. É uma coisa que hoje, com a cabeça que tenho, eu penso dessa maneira”

NÃO SE SENTIU EM CASA:

“Eu cheguei no Grêmio muito cobrado e pressionado. Fui um pedido do Renato. Já era pra eu ter ido uns dois anos antes. Não era o melhor momento do Renato no clube. Ele insistiu e a diretoria não queria muito. Quando cheguei, começaram cobrar um pedido de desculpas de uma provocação minha pelo Cruzeiro em 2017. Pedi, beleza. Mas eu nunca me

Comentário do usuário