A MARINHA AMERICANA ESTÁ ESTUDANDO O USO DA "FOFURA" COMO ARMA

Simon 31/03/2020 23:29 Relatar

As redes sociais são muito utilizadas, hoje em dia, estão crescendo cada vez mais e sendo usadas. Elas são uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, que são conectadas por vários tipos de relações. E as pessoas costumam seus valores e objetivos.

Elas são usadas tanto por jovens, adultos e até os idosos estão se adaptando, cada vez mais, às novas tecnologias. O objetivo de todas elas é que as pessoas aquilo que gostam, tem interesse ou o que estão fazendo em determinado momento. Mas existem algumas pessoas, que parecem não entender o jeito certo de usar a rede social. E vivem compartilhando, coisas desnecessárias.

Por outro lado, tem aqueles que compartilham absolutamente tudo. E uma coisa que parece ser um consenso independente do perfil das pessoas em redes sociais é o de coisas fofas.

E se baseando nisso, o Escritório de Pesquisa Naval (ONR, sigla em inglês) está estudando como as emoções fazem com que pessoas compartilhem informações na internet. Principalmente como a percepção de fofura faz com que as coisas sejam mais compartilhadas.

O que eles pretendem, com esse estudo, é prever qual será a disseminação e o alcance de determinado conteúdo. Seja meme, gatos ou anime. E saber o alcance principalmente se o conteúdo estiver associado com uma mensagem sombria.

Compartilhamento

Uma das coisas mais controversas da internet é o chamado "clickbait", que é uma manipulação da manchete, para chamar mais a atenção do leitor. E com isso, é fácil com que as pessoas compartilhem conteúdos negativos. Mas o que faz com que as pessoas compartilhem conteúdos positivos e fofos é outra história.

O ONR fechou uma parceria com especialistas acadêmicos. Eles estudam como as pessoas percebem o amor e como a fofura afeta na hora de coisas na internet. E tentam entender isso.

De acordo com a  Força Futura de Ciência e Tecnologia Naval (NST, sigla em inglês), até o ISIS fez o uso de imagens dos seus combatentes com gatos. Isso provavelmente era uma referência a um companheiro do profeta, Abu Huraira, que gostava muito de gatos.

Esses animais são usados, para que façam com que uma mensagem negativa ou de conteúdo duvidoso tenha mais chances de ser compartilhada. Ou até mesmo percebida de uma forma positiva.

Fofura

Parte do conteúdo do artigo é proveniente da Internet. Se seus direitos de privacidade forem violados, o site será processado o mais rápido possível. Relatar
Artigos recomendados

©2020 didiadidia.com. All Rights Reserved. Sobre nós Política e segurança Termos Privacidade Direitos autorais

Isenção de responsabilidade:Este site opera enviando artigos em tempo real e não assume nenhuma responsabilidade legal pela autenticidade, integridade e posição de todos os artigos. O conteúdo de todos os artigos representa apenas as opiniões pessoais do autor e não é a posição deste Site. Os usuários devem julgar a autenticidade do conteúdo. O autor possui os direitos autorais do artigo publicado neste site. Como este site é restrito pelo modo de operação "publicação em tempo real", não podemos monitorar completamente todos os artigos. Se os leitores encontrarem problemas, entre em contato conosco. Este site tem o direito de excluir qualquer conteúdo e recusar qualquer pessoa a publicar artigos neste site e também o direito de não excluir o artigo.Não escreva palavrões, calúnia, violência pornográfica ou ataques pessoais, seja disciplinado. Este site reserva todos os direitos legais.
TOP
X
Relatar
Use um endereço de e-mail real. Se não pudermos entrar em contato com você, não poderemos processar seu relatório.