Avó de menina assassinada relata brigas com padrasto e ameaça de morte

N. Ferreira***** 18/12/2020 Relatar Quero comentar

Avó da menina Maria Clara Calixto Nascimento, de 5 anos – que foi morta pelo padrasto em Hortolândia -, a cozinheira Zuleide Viana, 52, relatou ameaças a sua filha na noite de quarta-feira (16).

O homem, identificado como Cássio Martins Camilo, foi detido e confessou o crime na manhã desta sexta-feira (18). Até a publicação desta matéria, ele permanecia na Delegacia de Hortolândia para ser ouvido.

Segundo a mulher, o casal estava junto há pouco mais de um ano. Eles brigavam “constantemente”, mas apenas de “boca”, nunca fisicamente.

“Quando foi na quarta-feira, ele brigou com a milha filha. Ela disse ‘não quero mais nada com você, cuida da sua vida’. Ele pegou a aliança e jogou fora”, contou Zuleide.

Na sequência, a cozinheira foi até o local e tentou falar com o homem. A discussão teria sido motivada pelo suposto vício em drogas do homem. Segundo Zuleide, sua filha queria que ele mudasse de vida.

“Se não desse certo, para se viver separado. Cada um do seu lado, já era. Aí ele pegou, olhou pra mim e falou assim: ‘Pode ficar tranquila. O que eu vou fazer, eu vou acabar com a sua vida e da sua filha’. Na minha cabeça, ia ser com a milha filha” , lamentou Zuleide.

A avó da menina disse que o padrasto tinha uma boa convivência com a menina, que nunca a agrediu e que a criança gostava dele.

Comentário do usuário
Você pode gostar