Após causar acidente com morte de sargento, surfista embriagado riu durante exame de perícia

As mais clicadas do dia 19/12/2020 Relatar Quero comentar

Felipe Cesarano, conhecido como “Gordo", foi preso em flagrante após a polícia confirmar que ele dirigia embriagado quando bateu de frente com o carro de um sargento da Marinha, que morreu na hora. O esportista vai responder por homicídio culposo. As informações são do G1.

O perito responsável pelo exame realizado por Felipe Cesarano afirmou que o atleta sorria e falava de forma confusa durante o procedimento. A postura do atleta prosseguiu mesmo depois que o exame indicou que ele estava embriago durante o acidente de trânsito, ocorrido nesta quarta-feira (16).

 

“Indagado refere que estava em uma boate por volta de 5h e que agora seriam sete horas e está no IML [Instituto médico legal], mas não sabe pra que. Ri durante o exame, fala de forma repetitiva, confusa, refere que teria tomado só cerveja. Não consegue realizar as manobras do exame neurológico de forma adequada (andar pé ante pé, fazer o quatro, dedo/nariz)”, diz o laudo publicado pelo G1.

O atleta dirigia seu carro no sentido da Zona Sul quando provocou o acidente. De acordo com testemunhas, ele perdeu o controle do veículo, atravessou o canteiro central e colidiu de frente com carro de um sargento da Marinha que andava corretamente na sua via.

O surfista sobrou ferimentos leves e recebeu atendimento do Corpo de Bombeiros ainda na pista. Ele acabou preso em flagrante e vai responder por homicídio culposo de trânsito, de acordo com o G1.

Felipe está agora no presídio de Bangu. A investigação será concluída pela 15ª Delegacia de Polícia. Conhecido como especialista em ondas gigantes, o atleta é um dos nomes famosos da modalidade. Ele inclusive chegou a concorrer ao “Oscar de ondas gigantes” do esporte.

Comentário do usuário
Você pode gostar