Homem salva menino de prédio em chamas e tudo é registrado em um vídeo arrepiante

Show de Notícias 17/04/2021 Relatar Quero comentar

Um vídeo de arrepiar tem circulado nas redes sociais e chamado a atenção dos internautas. As imagens inacreditáveis mostram um homem salvando uma criança de um incêndio que poderia ter custado a sua vida. O fato ocorreu no começo do mês, 3 de julho, mas somente ganhou notoriedade recentemente. 

O homem que teve a atitude heroica foi identificado como Philip Blanks, que é jogador. Foi ele o grande responsável por salvar a criança das chamas. O incêndio ocorreu dentro de um apartamento, nos Estados Unidos. No entanto, a história não teve um final feliz, já que a mãe da criança não conseguiu sobreviver ao incêndio.

O jogador pega a criança ainda no ar, que havia sido jogada da varanda. Philip Blanks escutou os gritos de socorro do garoto e imediatamente saiu correndo descalço para poder ajudar. O pedido de socorro vinha de um apartamento que estava repleto de fumaça e chamas. O incêndio aconteceu no último andar do prédio. Sem hesitar, o homem logo foi ajudar a criança.

De acordo com as informações de um jornal local, o jogador viu a mãe do pequeno com ele nos braços. Numa tentativa desesperada de salvar a vida do filho, ela jogou a criança pela varanda. “Tive uma visão do bebê e de alguma forma consegui pegá-lo”, contou o jogador. No vídeo emocionante, o menino foi enrolado em uma coberta para que ficasse mais calmo até a chegada da ambulância.

A mãe da criança foi identificada como Rachel Long. Outro homem também teve um ato heroico e conseguiu resgatar a menina de oito anos que estava dentro do local. “Eu tenho filhos de 3 e 9 anos. Quando soube que havia crianças lá dentro, isso realmente atingiu meu coração”, disse o homem que resgatou a garota, D’artagnan Alexander.

Participaram do trabalho de resgate mais de 100 oficiais do Corpo de Bombeiros. No total, oito apartamentos foram atingidos pelas chamas. Segundo informação da mídia local, a causa do incêndio ainda não foi divulgada e a polícia acredita que não tenha sido criminoso.

Comentário do usuário